doux marketing

Plano de marketing: impulsione os resultados da sua empresa

Um plano de marketing bem feito é item essencial para impulsionar o desempenho e aumentar os resultados de um negócio – e quanto menor a empresa, mais importante ele é.

Afinal, no mundo competitivo dos negócios, as micro, pequenas e médias empresas enfrentam desafios constantes para sobreviverem, de forma que um passo errado já gera grande impacto negativo.

Nesse contexto, as ações de marketing representam sua continuidade no mercado – ou sua queda, caso sejam mal feitas.

É por isso que, neste artigo, exploraremos a importância do plano de marketing para as empresas, como ele pode beneficiar diversos setores, como indústria, comércio (atacado e varejo) e serviços – entre outros tópicos muito importantes.

Então, se o tema é do seu interesse, invista uns minutos do seu tempo na leitura!

Resumo

O plano de marketing é um processo e um documento onde ficam todas as pesquisas, análises e mapeamentos da empresa, dos consumidores dela e do mercado como um todo.

Ele viabiliza as ações de marketing e serve como um guia, ajudando na organização de ideias e atividades, bem como na definição dos responsáveis, prazos e custos do projeto.

Durante o processo, são feitas as análises do negócio, de concorrentes, fornecedores e clientes, como também uma análise macro, porque não podemos controlar o “incontrolável”, mas podemos antevê-lo para nos prepararmos.

Mas isso ainda não é tudo. Continue lendo para entender o papel fundamental que ele possui no aumento dos resultados ao longo do tempo.

O plano nas palavras de quem entende de sucesso

Talvez você conheça o autor a quem vou me referir aqui, talvez não, mas posso garantir que ele passou a vida inteira pesquisando pessoas de sucesso e o motivo que as fez atingir grandes feitos profissionais. E em sua trajetória concluiu:

“A principal causa do fracasso da maioria das pessoas é a falta de metas claras, específicas e atingíveis, assim como a falta de um plano para desenvolvê-las.”

“Nossas vitórias e fracassos são consequências dos planos que criamos e aplicamos. Com a imaginação, você pode criar planos para realizar qualquer propósito. O poder vem sempre do esforço organizado.”

Você sabe a qual grande pensador e escritor me refiro? Não sei se você curte filosofia, mas me refiro ao grande Napoleon Hill.

Ter um plano de marketing bem estruturado é o pontapé inicial para o sucesso de sua empresa!

Bom, agora vamos ao nosso tema em questão.

O que é um plano de marketing?

O plano é um processo e um documento onde ficam todas as pesquisas, análises e mapeamentos da empresa, dos clientes e do mercado como um todo.

Então, ele viabiliza as ações de marketing e serve como um guia, ajudando na organização de atividades, e na definição dos responsáveis, prazos e custos do projeto de marketing.

Um parêntese: Às vezes, nosso papo vai ficar só um pouquinho técnico, ok?

Durante esse processo, são feitas inúmeras análises.

Inclusive, o plano também engloba as análises de tendências, de oportunidades e ameaças do mercado, de pontos fortes e fracos da empresa e a definição do público-alvo.

Ainda, há as definições da marca e do posicionamento, e de objetivos, metas e estratégias de marketing. Por fim, criamos o plano de ação e definimos prazos, responsáveis e o orçamento das ações que serão realizadas – para que a sua empresa possa decolar no mercado sem contratempos.

Assista a este vídeo se quiser entender melhor como nosso plano funciona – e saiba que no final deste artigo tem outro vídeo sobre a estruturação de tudo isso.

Quais são as 4 etapas do plano de marketing?

Um bom plano de marketing geralmente passa por quatro etapas importantes:

1.Análise situacional

Se trata de avaliar o ambiente interno e externo da empresa.

Ou seja, isso inclui a análise SWOT (Forças, Fraquezas, Oportunidades e Ameaças) para compreender a realidade e a posição da empresa no mercado.

2.Definição de objetivos e metas

É sobre estabelecer metas específicas e mensuráveis.

Inclusive, essas metas devem ser alinhadas com a visão da empresa e alcançáveis no prazo definido.

3.Desenvolvimento de estratégias

Se trata de criar, com base nos objetivos estabelecidos, estratégias de marketing que direcionem as ações da empresa para alcançar essas metas.

4.Implementação e controle

É referente a colocar as estratégias em prática e monitorar continuamente o desempenho.

Inclusive, é preciso ter essa flexibilidade para ajustar o plano com base nos resultados.

Benefícios do plano de marketing para as MPMEs

Independentemente do setor em que atuam, as Micro, Pequenas e Médias Empresas (MPMEs) podem se beneficiar de um plano de marketing bem feito de várias maneiras:

  • Orientação estratégica: Um plano de marketing fornece uma visão clara dos objetivos da empresa e das estratégias para alcançá-los. Assim, ele ajuda a direcionar os esforços de marketing e tomar decisões informadas;
  • Aumento da visibilidade: Uma estratégia de marketing eficaz aumenta a visibilidade da empresa, tornando-a mais conhecida no mercado e alcançando um público mais amplo;
  • Conquista de novos clientes: Um plano de marketing bem executado permite que as MPMEs alcancem e conquistem novos clientes, expandindo sua base de clientes e aumentando as vendas;
  • Fidelização de clientes: Estratégias de marketing adequadas podem ajudar a fidelizar os clientes existentes, construindo relacionamentos duradouros e estimulando novas compras;
  • Vantagem competitiva: Um plano de marketing inteligente permite que as MPMEs se destaquem da concorrência, oferecendo propostas de valor únicas e eficazes.

Um exemplo de plano de marketing

Bom, vamos para a melhor parte: Um exemplo de plano de marketing.

Olha só, confere este exemplo, em que eu dividi em várias categorias de objetivos que sua empresa pode ter nesse momento – e, em cada categoria, defini algumas metas e estratégias:

Exemplo de plano

Perceba que cada objetivo macro vai afunilando até chegar nas ações comuns de marketing que vemos hoje na internet, mas o caminho é extenso e precisa ser percorrido com clareza, porque um mero detalhe errado já pode te prejudicar:

Parte 1.Objetivos de negócio

Cada item deste exemplo, se houver necessidade conforme as pesquisas iniciais, pode se tornar uma meta específica e mensurável sua – e vai contribuir com o seu negócio como um todo.

1.Aumentar as vendas

⦁ Fazer benchmarking dos concorrentes no quesito campanhas, fornecedores, preços, clientes e estratégias;
⦁ Segmentar o mercado e identificar nichos específicos para direcionar esforços de vendas e marketing;
⦁ Além disso, fazer parcerias com outras empresas relacionadas ao seu mercado;
⦁ E desenvolver estratégias de upsell e downsell.

2.Aumentar os lucros

⦁ Realizar uma análise de precificação para garantir que os produtos oferecidos estejam gerando margem de lucro adequada e corrigir o que for necessário;
⦁ Identificar oportunidades de redução de custos e otimização de processos internos;
⦁ Inclusive, aumentar e/ou melhorar a esteira de produtos.

3.Aumentar a participação de mercado

⦁ Realizar uma análise competitiva para identificar oportunidades de diferenciação;
⦁ E investir em branding e posicionamento de mercado para destacar a proposta de valor única do negócio;
⦁ Além disso, analisar se vale a pena expandir o alcance geográfico, considerando atender clientes em outras regiões ou países.

plano de marketing - objetivos de crescimento

Parte 2.Objetivos de marketing

Vale frisar: Cada item deste exemplo, se houver necessidade conforme as pesquisas iniciais, pode se tornar uma meta específica e mensurável sua – e vai contribuir com o seu negócio como um todo. 

1.Aumentar o conhecimento de marca

⦁ Investir em estratégias de publicidade online, como anúncios em redes sociais, Google Ads e remarketing;
⦁ Utilizar o marketing de conteúdo para posicionar a empresa como aquela para a qual vale a pena pagar mais (é um exemplo);
⦁ Além disso, participar de eventos locais e online para aumentar a visibilidade da marca.

2.Expandir a base de clientes

⦁ Desenvolver programas de indicação para clientes satisfeitos, oferecendo incentivos para que eles indiquem novos clientes;
⦁ Realizar parcerias estratégicas com empresas complementares (convergência) que possam indicar os produtos. Mas é preciso ter cuidado;
⦁ Oferecer condições especiais para atrair novos clientes.

3.Melhorar a retenção de clientes

⦁ Implementar programas de fidelidade e benefícios exclusivos para clientes recorrentes;
⦁ Manter um contato regular com os clientes, por meio de newsletters, e-mails personalizados e comunicação proativa;
⦁ Além disso, realizar pesquisas de satisfação periódicas para identificar áreas de melhoria e garantir a excelência no atendimento.

plano de marketing - atração de leads

Parte 3. Objetivos de comunicação

Cada item pode se tornar uma meta específica e mensurável sua – e vai contribuir com o seu negócio como um todo. Mas, para atingir cada meta, ainda há caminhos estratégicos a percorrer.

1.Aumentar a exposição da marca

⦁ Participar ativamente de eventos e conferências relevantes do setor;
⦁ Realizar parcerias estratégicas com influenciadores e blogueiros do nicho, com muito cuidado;
⦁ Inclusive, explorar oportunidades de mídia, como entrevistas em podcasts e publicações em sites especializados.

2.Gerar interesse em produtos e serviços

⦁ Desenvolver estudos de caso e depoimentos de clientes satisfeitos para demonstrar os resultados alcançados;
⦁ Oferecer conteúdo educacional, como webinars e e-books, para fornecer insights valiosos ao público-alvo;
⦁ Além disso, realizar lançamentos estratégicos de novos produtos e serviços, com campanhas de marketing focadas na geração de interesse.

3.Gerar leads qualificados

⦁ Implementar estratégias de captura de leads, como formulários de inscrição, pop-ups e oferecimento de materiais exclusivos em troca de informações de contato;
⦁ Criar landing pages específicas para cada oferta, com mensagens claras e chamadas à ação convincentes;
⦁ Inclusive, utilizar ferramentas de automação de marketing para nutrir e qualificar os leads gerados.

plano de marketing - feedback do cliente

Parte 4.Objetivos táticos

Reforço que cada item deste exemplo, se houver necessidade conforme as pesquisas iniciais, pode se tornar uma meta específica e mensurável sua. Mas você precisa ser estratégico.

1.Criar redes sociais
2.Aumentar o número de seguidores nas redes sociais para expandir o alcance da marca

⦁ Desenvolver uma estratégia de conteúdo consistente e de alta qualidade, fornecendo informações úteis e relevantes para o público-alvo;
⦁ Utilizar hashtags relevantes e participar de conversas relacionadas ao nicho de mercado para aumentar a visibilidade;
⦁ Inclusive, engajar-se ativamente com os seguidores, respondendo a comentários, mensagens diretas e compartilhando o conteúdo gerado pelos usuários;
⦁ E, além disso, fazer o bom anúncio online.

3.  Criar conteúdo estratégico e aumentar o engajamento nas redes sociais

⦁ Realizar uma análise de concorrência para identificar o tipo de conteúdo que está obtendo melhor desempenho;
⦁ E, também, criar conteúdos interativos, como pesquisas, enquetes e quizzes, para incentivar a participação do público;

4.  Criar um site e direcionar o tráfego para ele

⦁ Realizar otimização de SEO em todas as páginas do site para melhorar o posicionamento nos resultados de busca;
⦁ Investir em anúncios pagos, como Google Ads e redes sociais, direcionados ao público-alvo específico;
⦁ Inclusive, criar conteúdo relevante, diversificado e atrativo em um blog, com foco em palavras-chave relevantes para atrair tráfego orgânico.

Viu como o caminho começa a clarear na nossa mente? E cada item enumerado ao longo deste artigo pode virar uma “micro meta” com indicadores, para que fique mais fácil medir o desempenho e corrigir a rota antes de se prejudicar.
 

E há muito mais opções também.

Agora, confira o que pode vir junto para somar em seu planejamento, dependendo da realidade de sua empresa e do mercado:

plano de marketing - métricas das táticas de planejamento

Para fortalecer a estratégia e alcançar os objetivos

1.Marketing de experiência

Você pode criar uma experiência única para os clientes. Nesse sentido, isso pode incluir a decoração e ambientação do local físico criando um espaço aconchegante e agradável para os clientes desfrutarem.

Além disso, pode promover eventos temáticos, workshops ou aulas, onde os clientes possam aprender mais os benefícios do que você vende.

Inclusive, isso ajudará a estabelecer uma conexão emocional com a marca e a fidelizar os clientes.

2.Marketing de relacionamento

Dê ênfase à sua paixão pelo o que faz, ao lidar com os clientes e entender suas preferências.

Ou seja, crie um programa de relacionamento personalizado, onde os clientes regulares recebam benefícios exclusivos, descontos especiais ou acesso a novos produtos antes do lançamento.

Inclusive, utilize as redes sociais e outras formas de comunicação para manter um diálogo aberto com os clientes, respondendo a perguntas, ouvindo suas opiniões e buscando constantemente melhorar os serviços oferecidos.

3.Marketing de conteúdo e educação

Você pode explorar o seu conhecimento, seja ele obtido através de experiências, seja ele obtido através do ensino formal.

Nesse sentido, pode criar um blog ou canal no YouTube com conteúdos na sua área de atuação. Você gera valor e isso gera frutos.

E o canal vai ajudá-lo a conscientizar e atrair um público interessado na transformação oferecida, projetando sua marca como referência nesse segmento.

4.Inovação de produtos

Aproveite para inovar constantemente na oferta de produtos.

Nesse sentido, realize pesquisas e enquetes para identificar novidades, combinações e formatos de apresentação dos seus produtos.

Inclusive, ofereça novidades sazonais, edições limitadas ou opções personalizadas para atender às preferências dos clientes.

5.Marketing local

Invista em estratégias de marketing local.

Ou seja, faça parcerias com influenciadores locais, empresas em setores convergentes e eventos comunitários.

Além disso, utilize anúncios geograficamente segmentados nas redes sociais e Google Ads para atingir o público específico da sua região.

6.Marketing sazonal

Aproveite eventos e datas especiais para criar campanhas de marketing sazonais. Por exemplo, crie promoções e ofertas exclusivas para o Natal, verão, etc.

Dessa forma, isso ajudará a gerar entusiasmo e urgência nos clientes para adquirir os produtos da sua marca.

Viu como existem inúmeras possibilidades?

Agora, uma parte bem específica do plano.

O que é o planejamento de marketing?

Como você viu, o planejamento de marketing é um guia que serve para nortear a empresa, a liderança e a equipe rumo aos objetivos de crescimento do negócio.

No entanto, o planejamento, em uma linguagem mais técnica, é a fase inicial do plano de marketing, porque depois vem a criação do plano de ação, a ação propriamente dita, o controle e o monitoramento – itens muito importantes, tanto quanto planejar.

Mas vale frisar: Para obter resultados satisfatórios com ele, não basta seguir as etapas e guardar o documento, é preciso implementá-lo na rotina e na cultura dos seus colaboradores, ok?

E já que estamos falando nisso…

Quais são os 3 principais processos de marketing?

No início de um plano de marketing, a gente passa por um processo muito comum dentro do marketing, seguindo estes passos:

1.Identificar o público-alvo

O marketing precisa focar na conexão com o consumidor.

Por isso, você deve compreender sua audiência para ser bem-sucedido em qualquer tipo de campanha ou ação. E quando mencionamos compreender, é se aprofundar.

Então, abaixo, enumeramos alguns atributos para você definir a sua persona, ou seja, o cliente ideal para o seu negócio.

Fatores concretos:

– posição profissional;
– receita;
– faixa etária;
– grau de formação;
– gênero.

Fatores subjetivos:

– forma como consome informações online e offline;
– desafios profissionais;
– metas pessoais;
– metas profissionais.

Tudo isso te ajuda a definir um “avatar” (ou mais) para quem você vai direcionar conteúdos e soluções.

Vale ressaltar que, para obter esses dados de forma confiável, você pode conduzir uma pesquisa com os seus reais clientes, e/ou ficar mais próximo dos seguidores da empresa nas redes sociais, para compreender suas dores.

2.Pesquisar o mercado

A pesquisa de mercado é capaz de sistematizar informações a respeito do que a sua empresa pode ou não realizar. Veja o passo a passo:

– obtenção e registro de dados;
– categorização em grupos pertinentes;
– análise imparcial desses grupos de informações.

Esses passos são essenciais tanto para elementos internos quanto para elementos externos, que possam influenciar no alcance das metas da sua empresa.

A obtenção de dados se refere à persona e à forma com a qual possivelmente ocorrerá a interação entre ela e o seu produto.

3.Posicionar sua marca pensando no mix de marketing

Esse é o momento de você definir qual a identidade da sua marca no mercado, ou seja, como ela irá se comportar, quais seus valores e quais estratégias serão utilizadas para se adequar aos objetivos definidos.

Isso é feito ao longo do plano: Pode ser que você descubra que precisa modificar um produto, ou a forma que ele vem sendo divulgado – e até mesmo descubra que precisa melhorar o logotipo da sua empresa.

Também pode ser que você veja que algum ponto de venda ou canal de distribuição não está adequado, ou que o preço precisa ser reavaliado para aumentar os lucros.

Então, vale aproveitar para revisar ou até desenvolver novos produtos, que possam ser utilizados para atrair mais clientes para os produtos que você já tem.

Marketing nos setores

Agora, sobre o marketing nos setores:

Confira algumas sugestões e, também, os benefícios de aproveitar estratégias de marketing na indústria, no comércio e no setor de serviços.

1.Indústria

No setor industrial, as empresas enfrentam o desafio de se tornarem conhecidas e atrair clientes B2B. E um bom plano de marketing pode ajudar a resolver essas questões.

Primeiramente, é importante identificar o público-alvo e entender suas necessidades. E, em seguida, estratégias de branding e comunicação podem ser implementadas para aumentar a visibilidade da empresa.

Por exemplo, investir em um website bem projetado, otimizado para os mecanismos de busca (SEO), pode atrair mais tráfego orgânico e gerar leads qualificados.

Além disso, utilizar estratégias de marketing digital (como criar conteúdos nas redes sociais e no blog) pode fortalecer a presença online da empresa e ajudar a estabelecer uma reputação sólida no mercado.

2.Comércio

No setor de comércio, tanto no atacado quanto no varejo, a concorrência é acirrada e a diferenciação se torna essencial. E um plano de marketing pode ajudar a expandir o alcance da empresa e criar relacionamentos duradouros com os clientes.

Nesse sentido, uma estratégia de marketing adequada pode envolver a criação de promoções exclusivas, programas de fidelidade e parcerias estratégicas.

Por exemplo, oferecer descontos especiais para clientes frequentes ou criar um programa de indicação pode incentivar a lealdade do cliente e aumentar as vendas.

Além disso, o uso de técnicas de segmentação de mercado pode permitir que a empresa personalize suas mensagens e ofertas de acordo com as preferências específicas de cada segmento.

Cada empresa requer uma análise personalizada, e o plano é o pontapé inicial no caminho certo.

3.Serviços

No setor de serviços, a confiança é um fator crítico para o sucesso do negócio. Ou seja, os clientes precisam confiar na empresa antes de se comprometerem com um serviço.

E o plano de marketing pode ajudar a construir essa confiança e aumentar a procura por serviços.

Nesse sentido, uma estratégia eficaz pode incluir o uso de depoimentos de clientes satisfeitos e estudos de caso que demonstrem a qualidade e os resultados dos serviços oferecidos.

Além disso, investir em marketing de conteúdo (como blogs, vídeos e e-books) pode posicionar a empresa como uma autoridade no setor, fornecendo informações valiosas e educando os clientes sobre os benefícios dos serviços dela.

Inclusive, a participação em eventos e conferências do setor também pode ajudar a criar conexões valiosas com potenciais clientes e parceiros.

Nosso papo de hoje está chegando ao fim.

E aí, fez sentido até aqui?

Como se faz um plano de marketing?

Se você leu até aqui e quer conhecer os bastidores de um plano de marketing bem detalhado, na fase inicial, confira neste link!

Ps.: O vídeo foi um dos primeiros que fiz, então pode estar um pouco devagar, mas nele eu demonstro o processo completo.

Impulsione o desempenho e aumente os resultados

O ponto é que, num mercado cada vez mais competitivo, os donos e líderes de empresas precisam reconhecer a importância do plano de marketing para impulsionar o desempenho e aumentar os resultados dos negócios.

Afinal, na indústria, comércio ou serviços, um bom plano de marketing pode aumentar a visibilidade, conquistar clientes, fidelizar os existentes e fornecer uma vantagem competitiva.

E não é exagero falar que, ao investir tempo e recursos em um plano de marketing robusto, as empresas podem estabelecer uma base sólida para o crescimento sustentável e o sucesso a longo prazo.

Mas agora me conta, empreendedor: Este conteúdo foi útil?

Aproveite e entre em contato conosco para agendarmos uma consultoria gratuita de marketing.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *